O Martinus integra a Rede Sinodal de Educação

A participação na Rede Sinodal de Educação ocorre com a expressão do desejo de participação pela escola e sua entidade mantenedora. A origem comunitária das escolas é a primeira condição. O vínculo histórico identificado com os evangélico-luteranos, é base cristã que pauta a sua atuação.

A Rede Sinodal de Educação compõe-se atualmente de 53 instituições, em 5 estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso. No País são 36 mil alunos e mais de 3 mil professores.

A sede administrativa da Rede Sinodal de Educação fica na cidade de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.

A Rede Sinodal de Educação oferece um conjunto anual de atividades que envolvem todas as escolas integrantes: são seminários de diretores, encontros para as equipes Pedagógicas, para professores das diferentes áreas e também para os estudantes, como amostras de teatro, olimpíada esportiva e encontros de corais.

A Rede Sinodal de Educação regula a sua existência pautada em oito princípios básicos:

Autonomia

Respeito às decisões de cada escola pautadas nos princípios da fraternidade, do diálogo e da substantividade educativa luterana.

Conhecimento

Conhecimento para a promoção da autonomia e da liberdade como direito e compromisso.

ética

Radicalidade nas ações educativas e relacionais em favor do bem comum.

Busca da Excelência

Execução qualificada das ações, independentemente do número de vezes que já as tenha executado, buscando a melhoria da educação e da forma humana.

Humildade

Manutenção da autenticidade, independentemente dos lugares e das pessoas com quem se relaciona.

Abertura ao Novo

Permanente disposição de incorporar o novo, evitando os modismos e as imposições da sociedade.

Solidariedade

Tratamento com igualdade de importância de todos e intervenção de forma solidária e fraterna nos conflitos.

Referencial Luterano

Manutenção de uma conduta e de uma prática pautadas pelos quatro princípios expressos no documento da Confessionalidade Luterana, emitido pelo Conselho de Educação da IECLB.

Para mais informações, visite o site http://redesinodal.com.br/portalrede/.